Lei de isenção de pedágio pode não valer em Seropédica


Com derrubada ao veto, moradores tinham expectativa de isenção do pedágio na Dutra

Compartilhe isso:
Facebook
Twitter
Google+
https://www.seropedicarj.com.br/lei-de-isencao-de-pedagio-pode-nao-valer-em-seropedica/
LinkedIn
Acompanhe pelo Email
RSS

Na Ultima Terça-feira, 27/11, a Câmara dos Deputados (ALERJ), derrubou o veto ao projeto 126/2015 pelo governador Pezão, que dá isenção de pedágio em rodovias estaduais. Esta lei, assim que for promulgada, irá regulamentar a isenção de pedágio para motoristas que trafegam em rodovias estaduais e municipais e nelas há a cobrança da taxa. Pela proposta, terão isenção os motoristas que residam ou trabalhem no municípios, dentro do estado do RJ, onde se localiza a praça de pedágio.

Políticos e Moradores de Seropédica comemoraram esta decisão, pois, há um pedágio dentro do município, BR-116, e que muitas das vezes dificulta o acesso a alguns bairros. Porém, vale ressaltar que a lei refere somente para rodovias estaduais e municipais, portanto, não vale para a Nova Dutra, que é uma concessão Federal, trata-se de uma Rodovia Federal.

A equipe de reportagem entrou em contato com CCR Nova Dutra, e de acordo com a assessoria de imprensa, a CCR NovaDutra informa que a via é uma rodovia federal e não está submetida à Legislação Federal.

Por fim, para Seropédica, a derrubada ao veto e a promulgação da lei, não haverá mudanças.

Compartilhe isso:
Facebook
Twitter
Google+
https://www.seropedicarj.com.br/lei-de-isencao-de-pedagio-pode-nao-valer-em-seropedica/
LinkedIn
Acompanhe pelo Email
RSS

Marcos Vinícius Monteiro

Analista de Sistemas, formado pela Universidade Estácio de Sá, atualmente, especializado em Produção de Vídeo Marketing, Assessoria Política e na área de Informática, em Desenvolvimento de sistemas, gerenciamento de redes, Desenvolvimento Web e Manutenção em hardware em Geral. Trabalha com mídias sociais, marketing, produção de vídeos e matérias jornalísticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *